Os materiais compostos devem ser separados antes da reciclagem, o que torna o processo mais difícil. O concept roadster elétrico da Polestar prova que o interior de um automóvel baseado em componentes feitos de um só material permitem combinar o estilo com a sustentabilidade.

Os materiais compostos devem ser separados antes da reciclagem, o que torna o processo mais difícil. O concept roadster elétrico da Polestar prova que o interior de um automóvel baseado em componentes feitos de um só material permitem combinar o estilo com a sustentabilidade.

Convencionalmente, o interior dos veículos é composto por uma ampla variedade de materiais. No fim da vida do veículo, esta combinação de materiais é difícil de separar, tornando-se extremamente complicado reciclá-los de volta à sua qualidade original (e gastando-se muita energia no processo). Em contraste, todos os componentes suaves do interior do concept roadster elétrico da Polestar são feitos com um material base: termoplástico altamente reciclável. Por conseguinte, a espuma, o adesivo, os estofos em malha 3D e a laminação não tecida podem ser reciclados sem separação intensiva energeticamente ou perda de atributos.

Convencionalmente, o interior dos veículos é composto por uma ampla variedade de materiais. No fim da vida do veículo, esta combinação de materiais é difícil de separar, tornando-se extremamente complicado reciclá-los de volta à sua qualidade original (e gastando-se muita energia no processo). Em contraste, todos os componentes suaves do interior do concept roadster elétrico da Polestar são feitos com um material base: termoplástico altamente reciclável. Por conseguinte, a espuma, o adesivo, os estofos em malha 3D e a laminação não tecida podem ser reciclados sem separação intensiva energeticamente ou perda de atributos.

Mantenha-se a par de todas as novidades Polestar

Subscrever
Polestar © 2024 Todos os direitos reservados
Advertência jurídicaÉticaPrivacidadeCookiesDeclaração de acessibilidade