Mantenha-se ao corrente das novidades do mundo das baterias

O facto de que os veículos elétricos têm baterias é de conhecimento geral. Mas mantermo-nos a par do mundo das baterias e dos seus constantes desenvolvimentos é mais complicado. Daí termos decidido simplificar o assunto. Nesta série iremos explorar as baterias topo de gama utilizadas nos veículos elétricos, responder às perguntas mais comuns sobre as aplicações de segunda vida das baterias usadas e dar-lhe a conhecer de forma simplificada a tecnologia de ponta presente nestas baterias.

Vivemos na era da mobilidade elétrica, prevendo-se que os veículos elétricos representem quase metade de todos os novos veículos vendidos em 2030. Os motores elétricos, tal como muitos outros componentes dos veículos elétricos, requerem muito menos manutenção do que os dos seus concorrentes a combustível (independentemente do tipo de bateria).

Nos veículos elétricos atuais são utilizados principalmente dois tipos de baterias: de fosfato de ferro-lítio (LFP, Lithium Iron Phosphate) e de níquel cobalto manganês (NMC/NCM, Nickel Manganese Cobalt). Estas baterias carregam-se e descarregam-se através da movimentação dos iões de lítio entre o ânodo (negativo) e o cátodo (positivo). São baterias duradouras, leves, de carregamento rápido e de elevada densidade energética, o que as torna perfeitas para alimentar veículos elétricos.

Os veículos elétricos oferecem inúmeras vantagens relativamente aos veículos a gasolina e a gasóleo. Em primeiro lugar, as vantagens ambientais são óbvias. Assim como os aspetos financeiros. Os motores elétricos são essenciais na redução dos níveis de carbono gerados pelo setor da mobilidade. No entanto, temos de garantir que as baterias alcançam todo o seu potencial.

Atualmente, o fabrico de uma bateria é um processo intensivo em termos energéticos e de recursos. Para sermos o mais sustentáveis possível, estamos a trabalhar para que o nosso ciclo de produção seja mais circular. O nosso objetivo é garantir que as baterias utilizadas nos nossos veículos não têm apenas uma vida útil, sendo depois descartadas. Mas alcançar uma circularidade total requer uma perspetiva global. Por essa razão, estamos empenhados em conceber veículos e baterias fáceis de reparar, desmontar, reprocessar e reciclar.

A extração dos metais e dos minerais utilizados nas baterias é uma questão controversa devido aos elevados custos ambientais e sociais implicados. Para que as baterias dos veículos elétricos possam ser uma opção verdadeiramente viável no futuro, o setor automóvel tem de garantir que os minerais e materiais de risco e com profundo impacto climático não se tornam "invisíveis", acabando como resíduos ou materiais reciclados de baixa qualidade. Para reduzir o impacto social da exploração mineira, a Polestar está a usar a tecnologia Blockchain para rastrear o cobalto. Estamos também a alargar o nosso âmbito para rastrear outros minerais de risco.

Independentemente das vantagens ambientais e financeiras dos veículos elétricos, a preocupação relativa à duração efetiva das baterias continua a ser um obstáculo comum para o consumidor. Muitos condutores creem que a bateria do seu veículo elétrico só terá uma duração de cerca de 5 a 8 anos, tendo posteriormente de ser substituída.

O que não é verdade. Prevê-se que a maioria das baterias de veículos elétricos só precisem de ser substituídas após 10 a 20 anos de utilização. No entanto, apesar do vertiginoso crescimento registado nos últimos anos, o mercado dos veículos elétricos está ainda a arrancar. Pela sua natureza, as projeções não são exatas. Mesmo assim, todas as baterias da Polestar incluem uma garantia de oito anos a partir da data de aquisição ou 160 000 km, consoante o que ocorrer primeiro. 

É de conhecimento geral que os veículos elétricos utilizam baterias. Esperamos que a forma como funcionam essas baterias também passe a ser de conhecimento geral. Assim como o facto de que os veículos elétricos são o nosso futuro.

Relacionado

Comportamento a quente e a frio: como as baterias dos veículos elétricos são afetadas por temperaturas extremas

Os veículos elétricos são parte integrante de um futuro mais limpo e mais sustentável. Para permitir a adoção generalizada dos veículos elétricos, estes terão de ser otimizados para todos os ambientes e condições. Afinal de contas, seja a 25 °C ou a -25 °C, as emissões dos gases de escape têm sempre de ser zero.

Mantenha-se a par das novidades da Polestar.

As nossas newsletters são um concentrado das últimas novidades da Polestar: notícias, eventos, informações de produto e muito mais.

Subscrever
Polestar © 2022 Todos os direitos reservados
Alterar localização: