Protótipos Polestar 3 na pista de testes de Hällered

A pouco menos de uma hora a leste da sede da Polestar em Gotemburgo, na Suécia, encontra-se o centro de testes da Volvo, a pista de testes de Hällered. Recentemente, convidámos os meios de comunicação social de alguns dos nossos principais mercados para terem uma experiência de condução em primeira mão, pela primeira vez, nos protótipos do Polestar 3. Os resultados estão à vista. Vamos analisar as principais características que se destacaram nas várias pistas.

Two Polestar 3 prototypes driving alongside each other at Hällered track.

Desafiando as normas dos SUV, o Polestar 3 dá prioridade à redução do rolamento da carroçaria e ao aumento da estabilidade em estrada através da sua suspensão afinada, rigidez estrutural, vetorização do binário e colocação estratégica do motor da bateria.

Por baixo do exterior, o Polestar 3 apresenta uma potente configuração de motor duplo com até 380 kW/517 CV com gestão eletrónica inteligente da potência e distribuição do binário. Desta forma, garante-se uma potência instantânea, uma distribuição equilibrada e uma tração ideal, adaptando-se perfeitamente às diversas condições da estrada.

Um destaque é o sistema de dupla embraiagem com vetorização de binário (TVDC, do inglês torque vectoring dual clutch), que melhora a aceleração, a velocidade em curva e a tração em terreno escorregadio, redistribuindo a potência para a roda com maior aderência.

Collage of Polestar 3 prototype and exterior details.
Collage of Polestar 3 prototype's exterior details.

O Polestar 3 utiliza uma suspensão pneumática ativa de câmara dupla, que substitui as molas convencionais, proporcionando um melhor comportamento e conforto. O sistema permite ao condutor selecionar vários modos de suspensão através do ecrã central e está ligado a amortecedores ativos que podem reagir à superfície da estrada a cada dois milissegundos.

O modo Performance maximiza a potência e a aceleração, enquanto o modo Autonomia otimiza a eficiência energética, aumentando a autonomia ao desativar o motor traseiro quando este não é necessário.

Em termos de estabilidade, o Polestar 3 apresenta uma configuração de rodas escalonadas com jantes mais largas e pneus de 295 mm na traseira, melhorando ainda mais as suas características de condução. As jantes forjadas de 22", disponíveis com o pack Performance, contribuem para uma construção mais leve e resistente.

Para além dos aspetos técnicos, o Polestar 3 demonstrou um controlo da carroçaria e uma sensação de direção impressionantes, navegando com facilidade nos terrenos desafiantes da pista de Hällered, apesar do seu peso.

01/04

A borracha Pirelli personalizada, a vetorização de binário e o chassis afinado do Polestar 3 contribuem para uma experiência de condução única, enfrentando com desenvoltura tudo, desde pisos exigentes a obstáculos fora da estrada.

Com um design que harmoniza a eficiência aerodinâmica e a estética, o coeficiente de resistência do Polestar 3 é de uns impressionantes 0,29. O motor traseiro, equipado com o TVDC, combate ativamente a subviragem, assegurando que o SUV adere à linha escolhida mesmo em condições de piso escorregadio.

Dito isto, por vezes as ações falam mais alto do que as palavras. Veja a galeria acima para saber o porquê de todo este alarido.  

Relacionado

Close-up of Maria Uggla holding the Polestar signature weave.

Polestar e Bcomp: a criação do nosso tecido de interior exclusivo

A indústria automóvel está a atravessar mudanças profundas. As linhas motrizes, a condução autónoma e os sistemas de infotainment estão a transformar por completo o nosso entendimento da mobilidade. Para não ficarem para trás, os designers de interior e os fabricantes de tecidos estão a criar as suas próprias inovações. Estão numa corrida para encontrar materiais que sejam sustentáveis e, ao mesmo tempo, mantenham um toque de exclusividade. No meio dos Alpes suíços, julgamos ter encontrado isso mesmo.